Com o mês de janeiro chegando ao fim, já deu tempo para todas revistas, sites e blogs publicarem as suas respectivas listas de Melhores Discos Nacionais de 2016. Mas afinal, quais foram os melhores discos nacionais lançados no ano passado?

Para responder a esta questão de uma forma mais justa, analisamos várias listas de discos nacionais publicadas, selecionamos 28 delas e inserimos numa planilha todos os discos citados, classificando-os pelos e pontuando os mesmos pelas suas respectivas posições. Quanto mais bem colocado, mais bem pontuado. Não entrou na contagem listas que mesclaram discos nacionais e internacionais, e aquelas que fizeram uma listona sem escolher favorito, nós atribuímos uma pontuação única para os discos citados.

Ao todo foram mais de 200 discos citados, ou seja, teve lista que listou apenas 10 discos, outros escolheram 50 discos e teve gente que fez lista com 150 discos.

Assim chegamos a este retrato simples que mostra de forma definitiva os discos que mais se destacaram em 2016.


Também preparamos um podcast especial, para quem quiser ouvir a lista de melhores com mais calma.

infografico_melhores2016

 

Anote aí na sua agenda, sábado, dia 24/05, tem mais uma edição da Dê Um Rolê, a festa de música brasileira que acontece ali no Espaço Cultural Puxadinho da Praça, na Vila Madalena (São Paulo/SP).

No repertório, uma bela seleção de clássicos, bregas, canções injustiçadas e novas bandas brasileiras. Para comandar o som: Leonardo Dias Pereira, Bruno Dias, Cirilo Dias, Tiago Agostini e convidados.

E tem mais um detalhe: os primeiros a chegarem na festa ganham a Dê Um Rolê Tropical IPA, uma cerveja produzida especialmente para a festa.

Chame os amigos, confirme sua presença no Facebook e vá ouvindo esta pequena amostra de 9 músicas que estarão no set da festa.

Playlist Dê Um Rolê I by Cirilo Dias on Mixcloud

Serviço:

deumrolecartaz

(Foto: Liliane Callegari)

Serviço:
Espaço Cultural Puxadinho da Praça
Rua Belmiro Braga, 216, Vila Madalena
Sábado, 24/05
Dê Um Rolê
Música brasileira

Line up:
Bruno Dias
Cirilo Dias
Leonardo Dias Pereira
Tiago Agostini
E convidados
Porta: 23h
Lista amiga até 1h: R$ 15 (confirmando presença no facebook)
Na porta até 1h: R$ 20
Depois de 1h: R$ 25
Forma de pagamento: Dinheiro ou cartão
Acesso para deficientes físico no piso térreo

Obs: a lista encerra as 20hrs no dia do evento.

 

A Construtora Música e Cultura, em parceria com  Inker Agência Cultural, orgulhamente apresentam o SUB POP Festival.

Criada em 1986 pelo produtor musical Jonathan Poneman, a Sub Pop nasceu com a intenção de lançar bandas novas do Estado de Washington, no noroeste dos Estados Unidos. Em quatro anos, a gravadora conseguiu colocar Seattle no mapa mundial da música, lançando nomes como Nirvana, Soundgarden e o Mudhoney.

Para a primeira edição brasileira do SUB POP FESTIVAL, três bandas de diferentes gerações foram escolhidas: a seminal Mudhoney, o trio canadense METZ e o Obits, do Brooklyn, Nova York.

O SPF acontece primeiro no dia 10/05 em Santiago (Chile), dia 11/05  em Buenos Aires (Argentina) e  depois chega a São Paulo, para duas noites. No dia 14, as bandas ocupam o Cine Olido para uma noite de bate-papo e debates, e no dia 15/05 é quando o bicho pega e as três bandas se apresentam no Audio Club, ali na Barra Funda. O encerramento acontece no dia 16/05, durante o Festival Bananada, em Goiânia (GO).

Agora a boa notícia: temos 5 pares de ingressos para os shows do dia 15, em São Paulo. Para participar, é só responder aqui nos comentários:

“Por que você merece ir no Festival Sup Pop em São Paulo?”

Os autores das 5 melhores respostas levam um par de ingressos cada.

VENCEDORES

Rafael Laguna
Rafael Andres da Silva
Luis Carlos
Rosa Thaina Santos

Envie sua resposta até as 23h da segunda-feira-feira, dia 12 de maio. O resultado será publicado aqui neste post no dia 13 de maio, até as 23h.

Não se esqueça de preencher todos os campos dos comentários, com nome completo e e-mail.

SERVIÇO

SUB POP FESTIVAL – SÃO PAULO

14 de Maio / Screening Documentário “I’m Now: The Story Of Mudhoney” e Bate-Papo

Local: Cine Olido – na Galeria Olido, Av. São João, 473, Centro.

Próximo das Estações República, Anhangabaú e São Bento

19h00 – Exibição do Documentário “I’m Now: The Story of Mudhoney” (1h42 / Ryan Short &

Adam Pease).

Mostra a trajetória do Mudnoney, desde o começo da banda, até sua tour mundial mais recente

e tudo o que aconteceu entre esses eventos. O filme mostra a história verdadeira das bandas

fundadoras do movimento Grunge, com depoimentos de amigos, veteranos da indústria fonográfica e

músicos de peso como Stone Gossard e Jeff Ament do Pearl Jam, Thurston Moore e Kim Gordon do

Sonic Youth, Kim Thayil do Soundgarden e os próprios integrantes do Mudhoney.

20h45 – Bate-Papo com Chris Jacobs (Sub Pop), Mark Arm e Steve Turner (Mudhoney) e

Chris Slorach (METZ).

Ingresso: gratuito, retirar ingresso com uma hora de antecedência.

Capacidade: 236 lugares

Censura: 12 anos.

Informações: 3331-8399 / 3397-0171

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/galeria_olido/

15 de Maio / Shows

Local: Audio Club – Av. Francisco Matarazzo, 694 – Barra Funda.

21h00 – Abertura da Casa/ DJ Set Steve Turner (Mudhoney)

22h00 – Obits

23h00 – METZ

00h00 – Mudhoney

01h15 – DJ set Adriano Cintra

Ingressos: www.ticket360.com.br / R$ 160,00 / 80,00 (meia entrada)

Censura: 18 anos.

Venda de produtos da Sub Pop pela Locomotiva Discos no dia do show.

Ingressos à venda também nas lojas:

Locomotiva Discos

Rua Barão de Itapetininga, 37, lojas 8 e 51 – República

Rua Teodoro Sampaio, 763, loja 3 – Pinheiros

(11) 3257-5938

London Calling

Rua Vinte e Quatro de Maio, 116 – República

(11) 3223-5300

SUB POP FESTIVAL – GOIÂNIA

16 de Maio / No Festival Bananada

Com Mudhoney, METZ e Obits

www.festivalbananada.com.br

https://www.facebook.com/festivalbananada

SUB POP FESTIVAL – SANTIAGO, CHILE

10 de Maio / Teatro La Cúpula

Com Mudhoney e METZ

Abertura: Guiso

http://www.puntoticket.com/Evento.aspx?EventoID=FNA069

SUB POP FESTIVAL – BUENOS AIRES, ARGENTINA

11 de Maio / Niceto Club

Com Mudhoney e METZ

James Murphy dispensa apresentações. Ele e seu selo DFA trouxeram de volta o intercâmbio cultural entre a música indie e a dance music com seu LCD Soundsystem. Partindo de Princeton, New Jersey, James sempre encontrou tempo para equilibrar a produção, gravação e seus trabalhos como engenheiro de som.

Principal homem e letrista de seu projeto musical LCD Soundsystem,  já colecionou duas indicações ao Grammy (pelo álbum de estreia homônimo e pelo clássico Daft Punk Is Playing At My House) e caiu nas graças da crítica com seu segundo disco, Sound Of Silver.

Com o terceiro disco do LCD, This is Happening, Murphy resolveu aposentar a banda. Mas antes disso, ainda encontrou tempo para produzir a trilha-sonora de “Greenberg” (O Solteirão) de Noah Baumbach e partiu para se consolidar como DJ, abusando de suas influências na velha escola de house music.

Neste “Fireside Chat”, da Red Bull Music Academy Radio, Murphy faz uma retrospectiva de sua carreira, explicando cada uma das músicas, suas influências e como cada uma foi produzida.

Hoje a equipe do Urbanaque foi até o Autódromo de Interlagos ver como estão  os preparativos para o Lollapalooza Festival 2014.

Está quase tudo pronto, os palco estão em fase final de montagem, mas já dá pra ter ideia da proporção que o festival tomou desde a última edição.

Fomos de trem
O Autódromo de Interlagos é bem longe. Para ser mais exato, ele fica a 22,5 km da porta da estação Pinheiros de trem. O tempo de viagem para quem optar por ir de trem vai ser de 45 minutos, saindo da Estação Pinheiros até a estação Autódromo. De lá, ainda vai rolar uma caminhada de 20 minutos até a entrada do festival. A organização planejou colocar linhas de ônibus para levar o pessoal da porta da estação até o portão principal.

Prepare-se para andar muito
O festival dobrou de tamanho. Pense nisso na hora de compor o seu figurino para o festival, escolha um tênis confortável, porque se você quiser aproveitar os três palcos, vai ter que andar muito.

Palco Skol

A distância entre os palcos chega a quase 1 km. Mas todos estão estrategicamente posicionados para que não fiquem lotados demais e que o trânsito entre um show e outro não fique tumultuado.

Palco Interlagos

Outra boa sacada foi o posicionamento dos mesmos. Como o autódromo é cheio de pequenos morros, os palcos ficam na parte inferior, garantindo que o público possa assistir tranquilamente os shows.

Palco Chevrolet Onix

Quem quiser descansar pode aproveitar as pequenas áreas de descanso construídas estrategicamente entre os palcos, a área de alimentação, a área do Kidzapalooza e o Palco Perry.

Palco Perry

Kidzapalooza

Vai chover? Tem lama?
Apenas os palcos Onix e Skol foram montados sobre o gramado. O palco Interlagos foi montado sobre a brita. O trajeto entre os palcos será feito pela pista asfaltada.
A previsão é de sol no fim de semana, mas sabe como é São Paulo, né? Do nada cai aquele temporal de 15 minutos que transforma qualquer graminha em lamaçal. O gramado do Autódromo é planejado para aguentar um belo pé d’água, tanto que no dia da visita o máximo que encontramos foram pequenos pontos de grama fofa.

Nossa sugestão: leve uma capa de chuva por precaução.

 

Page 1 of 91234...Last »