Brendan Benson toca pela primeira vez no Brasil: “Espero que gostem do meu show”

Famoso por ser o “parceiro de Jack White no The Raconteurs“, Brendan Benson desembarca pela primeira vez no Brasil para quatro shows. O músico norte-americano natural de Royal Oak, Michigan, inicia seu giro pelo país já neste sábado (18/05), em Goiânia, e depois passará por São Paulo (22/05, no Cine Joia), fechando com dois shows gratuitos no interior paulista: Presidente Prudente (25/05) e Marília (26/05), pela Virada Paulista.

Brendan Benson vem ao Brasil com o show de seu último disco, What Kind of World (2012), trabalho que foi lançado oficialmente por aqui pela Deckdisc. “Vou tocar coisas velhas, coisas novas. Sinceramente não sei muito o que esperar dos shows por aí”, avisa Brendan, que até por não saber “muito o que esperar”, foi modesto ao falar de sua performance no palco. “Só sei que eles vão ouvir músicas boas. Espero que gostem do meu show.”

Foram duas tentativas para falar com Brendan por telefone, em seu escritório em Nashville. A primeira teve que ser cancelada devido a um pequeno imprevisto com Declan, seu filho de 3 anos. Na segunda, Brendan se preparava para receber um de seus amigos em casa, Young Hines, que teve seu álbum de estreia lançado pela gravadora de Benson, a Readymade Records. “Eu liguei pra ele essa manhã e o chamei pra vir até aqui, vamos fazer umas músicas. É tudo muito instantâneo e fácil fazer isso por aqui”, comenta sobre a escolha de Nashville para tocar os negócios e morar com a família. “Morar perto dos meus amigos é muito mais conveniente.”

Com o lançamento da Readymade Records, Brendan passou a ostentar o título de sócio de gravadora, que ele não gosta de carregar, se considerando mais um “produtor” do que empresário, deixando a parte burocrática para sua sócia, Emily White. “Tenho estado muito ocupado com tudo isso, turnês, gravadora, minha esposa não curte muito. Na Readymade eu acabo fazendo a parte mais divertida, que é gravar os discos e produzir as bandas”, afirma. “Não me considero muito um dono de gravadora. Eu fico com toda a parte mais divertida da coisa.”

Além dos próprios trabalhos e de Young Hines, a Readymade Records tem em seu catálogo artistas como Cory Chisel and The Wandering Sons, The Howling Brothers e Eric Burdon & the Greenhornes.

“Recebo muito material, mas até agora só tenho feito discos das pessoas que eu conheço, não procuro muito”, entrega Brendan Benson. “Não tem um critério para um artista assinar com a Readymade, só precisa ser bom.”

Sem previsão de lançamento de um sucessor de What Kind of World, Brendan Benson vem lançando praticamente um single novo por mês desde janeiro deste ano. Já saíram “Swimming”, “Diamond” (lançado no Record Store Day) e “Swallow You Whole”, todas parte do novo processo de composição adotado pelo músico.

“Estou fazendo esse novo álbum de uma forma diferente, colocando uma música nova por mês e no final vou ter muitas músicas para colocar em um álbum”, explica. “Isso coloca mais pressão e é mais motivador, já que tem que colocar uma música nova por mês na rua.”

Nesse meio tempo Brendan ainda se dedica a shows ocasionais de tributo a Alex Chilton, líder do Big Star que morreu em 2010, aos 59 anos, vítima de um ataque cardíaco. “Apenas faço os shows quando aparecem, não é uma coisa consistente”, disse Brendan Benson que, em meio a tantos projetos profissionais e pessoais, não vislumbra um álbum novo do The Raconteurs tão cedo, mas não descarta totalmente um possível novo retorno aos estúdios com Jack White e cia. “Não temos planos de fazer um novo disco. Não agora pelo menos.”

[FOTOS Reprodução TEXTO Bruno Dias]

Be first to comment