Conheça a psicodelia do Rios Voadores, banda que se apresentará no Porão do Rock 2013

Além de reunir brasileiros e gringos consagrados no seu line up, o Porão do Rock está de olho na cena da cidade sede do festival, Brasília. É através de seletivas regionais que as novas caras têm a oportunidade de mostrar porque merecem um lugar na programação do Porão.  Até então, seis estreantes já foram selecionadas: Falls of Silence, Prisão Civil, Penteando Macaco, The Egoráptors, Cadibóde e Rios Voadores. A seletiva de Planaltina, programada para o dia 11, definirá a última.

Originada em Brasília, a Rios Voadores foi a vencedora do festival Chilli Beans, batendo outras onze bandas. Com o primeiro lugar, ganharam a chance de tocar imediatamente antes de Lobão, que fechará o palco BRB no sábado, 31 de agosto.

Antes do velho lobo, o público poderá conferir a performance do quinteto, fronteado pela atriz, cantora e obcecada pela cultura sessentista Gaivota Naves. É essa referência que a Rios traz com mais força em seu som. Ouvindo com atenção, pode-se achar ecos de diferentes abordagens da psicodelia e do rock progressivo. É a mistura das particularidades que cada integrante traz pra Rios Voadores, como Gaivota detalha.

“Acaba que todos amam essa sonoridade em suas facetas diferentes, eu mas na onda brasileira (Casa das Máquinas, Som Nosso de Cada Dia, Mutantes, Bango, Perfume Azul do Sol, Lula Cortes ) o baterista Helio e o baixista Beto mas no prog (Yes, Genesis) o guitarrista Marcelo no feeling pinkfloydmaniaco, o guitarrista Gabriel com a psicodelia mineira (Sá Rodrix e Guarabira, Som Imaginário) e o tecladista Tarso com as loucuras estranhas em geral”.

De banda de amigos que realizava shows surpresa em espaços públicos à atração do Porão do Rock, a Rios Voadores passou por uma trajetória de pouco mais de um ano, com muito trabalho e transformação. Como? A vocalista quem conta.

“Nós nunca tínhamos competido e a cada fase (do Festival Chilli Beans)  que íamos passando nos tentávamos bolar novas brincadeiras no palco assim como novos arranjos. Acabou sendo um processo em que nós nos reinventamos e foi genial porque entramos num outro ritmo de trabalho”, resume. Cada música nova era um processo em andamento, que a cada show “ia crescendo” conforme explica Gaivota. “Com o festival, nós tivemos que realmente centrar e trabalhar já desde o inicio os arranjos e harmonias com precisão”. A banda está afinando a performance em ensaios reforçados para o Porão.

A Rios Voadores tem três músicas gravadas, que podem ser ouvidas no soundcloud da banda, e atualmente trabalha para o lançamento de uma demo, em breve. O disco cheio, segundo Gaivota, deve sair no primeiro semestre de 2014.

[TEXTO: Janaína Azevedo FOTOS: Divulgação]

Be first to comment