Cozinha Confidencial: Os Bastidores De Uma Cozinha Profissional Por Anthony Bourdain

Anthony Bourdain (1956 – 2018) sempre foi um ser humano intenso e inquieto. Desde a sua juventude viajando com a família pelos lugares mais surreais da França, o pequeno Bourdain sempre quis desafiar o senso comum, e em uma de suas viagens com a família, teve a audácia de desafiar os pais e irmãos ao degustar ostras recém-pescadas por um amigo da família. E foi o suficiente para apertar o gatilho que nortearia toda a sua vida pessoal e profissional, para o bem e para o mau.

É assim que o chef, escritor, apresentador de TV, produtor e exímio curioso e contador de histórias começa a sua obra “Cozinha Confidencial”, um clássico e best seller que tirou Bourdain dos bastidores da cozinha e o lançou ao status de umas das personalidades mais interessantes do mundo.

O livro, lançado em 2000, foi um sucesso instantâneo, alcançando a lista de best sellers do New York Times, e conta com desenvoltura e naturalidade os bastidores de 28 anos trabalhando em cozinhas profissionais. Quem lê o diário de bordo de Bourdain, tem um belo choque de realidade mais sobre como é ser um chef profissional, do que os relatos escabrosos dos bastidores de uma cozinha, como por exemplo, o de “um certo restaurante refinadíssimo de Nova Iorque, que reaproveitava os restos de comida dos pratos dos clientes para preparar outros requintados pratos no dia seguinte”.

TLC/Divulgação

Os relatos mais interessantes são os que Bourdain conta como começou cedo na cozinha, todo presunçoso e arrogante. Em uma das passagens do livro, ele relata como foi espinafrado por um chef ao reclamar de um simples corte na mão. A cena que se segue é tão rica em detalhes que você consegue ver o pobre Anthony olhar descrédulo o brutamontes tirar as luvas, pegar uma assadeira quente direto do forno, colocar na mesa e mostrar com orgulho as mãos toda cheia de queimaduras, cortes e bolhas.

Ao narrar suas experiências e sua formação como cozinheiro profissional, você tem contato com os vícios de Bourdain em cocaína, heroína e seu desjejum diário de pílulas para enxaqueca, cigarro e café. A sua luta em deixar todos os vícios de lado também é tão agoniante e pesada como a rotina em cozinhas profissionais.

Um leitor mais atento e apaixonado por cozinha profissional tem que ler o livro com calma, caneta e papel em mãos, tamanha é a quantidade de receitas, técnicas e referências bibliográficas que o autor cita no livro.

A parte mais interessante do livro é o relato sobre sua passagem pelo Japão, capítulo que lhe rendeu o convite para escrever um livro inteiro. Você consegue se imaginar com as dores de cabeça infernais, a busca pelos sabores nunca antes experimentados e toda atmosfera da cozinha japonesa.

Ler Cozinha Confidencial é entrar de corpo e alma no mundo de umas das personalidades mais interessantes que já viveram neste planeta.

Co-fundador e editor do Urbanaque.com.br e Birrinhas.com

Be first to comment