Escolha dos editores: Lincoln, NO e Cambriana estão entre as dicas da semana

Lincoln (filme)

A cinebiografia de Abraham Lincoln, o patriarca da abolição da escravidão nos Estados Unidos, traz uma atuação espectral do ator Daniel Day-Lewis no papel do grande presidente – a imersão no personagem foi tão profunda, que o ator exigia ser chamado de “Presidente Lincoln” mesmo nos bastidores das filmagens. A obra tem diálogos políticos tensos, e mostra a engenhosa costura feita por Lincoln e seus correligionários em busca da aprovação da Emenda 13 da Constuição dos Estados Unidos, responsável pela abolição da escravatura.

Tomahawk – Oddfellows (música)

Mike Patton deixa de lado a beca estilosa de italiano para barbarizar geral no Tomahawk com os seus comparsas Duane Denison (Jesus Lizard), John Stanier (Battles e Helmet) e Trevor Dunn (Mr. Bungle e Fantômas). Em Oddfellows, quarto disco da banda-projeto, a gangue de Patton envereda por caminhos sombrios em músicas como “I.O.U.” e “The Quiet Few”. A plateia brasileira vai ter oportunidade de ver toda a insanidade do Tomahawk no segundo dia do festival Lollapalooza Brasil.

NO (filme)

O diretor chileno Pablo Larraín manteve sua evolução cinematográfica, que já era notada nos excelentes Tony Manero (2008) e Post Mortem (2010), e fez de NO sua obra mais preciosa. Mais uma vez a ditadura do general Pinochet aparece como tema, mas ao contrário dos filmes anteriores, ela não faz apenas plano de fundo. NO mostra como a oposição preparou sua campanha no plebiscito de 1988, que deu o pontapé inicial para o fim da ditadura no país. Protagonizado por Gael García Bernal, NO é quase um documentário, graças a escolha de Larraín por registrar tudo em uma U-matic 3:4, misturando imagens reais com ficção, fazendo um retrato bastante fiel da época. Indicação mais do que merecida ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

Dizzee Rascall – “Bassline Junkie” (música)

Dizzee Rascal lançou no começo de janeiro o clipe de “Bassline Junkie”, faixa tirada da mixtape The Mixtape Vol.2, lançada em 26 de dezembro de 2012. A música por si só já bastava, com Dizzee Rascal mandando seu flow como há muito não se via. Mas para combinar com a “pregação” da letra da faixa, onde ele canta dizendo que não precisa de “speed, heroína, cocaína e ketamina”, apenas do “batidão”, Dizzee aparece realmente como uma espécie de pastor, convertendo quem passa pela frente com sua “bassline”. Já estamos convertidos depois de ver o clipe diariamente.

Cambriana – Worker (música)

Em 2012 os goianos do Cambriana já haviam arrebatado muita gente com seu álbum de estreia, House of Tolerance. Nem bem o ano começou e eles já lançaram coisa nova, o EP Worker, com seis músicas. As batidas eletrônicas ficaram um pouco de lado neste novo trabalho, dando espaço a guitarras (bem sujas em alguns momentos, como em “What Light?”), piano, formando as sempre bem trabalhadas melodias do grupo. “47 Daughters” e “Choose You” dão a letra do que está por vir na carreira do Cambriana, uma das grandes surpresas da nova música brasileira. E o melhor de tudo, o EP pode ser baixado de graça, basta clicar aqui.

Be first to comment