João Brasil lança EP de “pop tropical” com participações de Lovefoxxx e Gaby Amarantos

O produtor carioca João Brasil não tem limites. Depois de fazer um mashup para cada dia de 2010, com o projeto 365 Mashups, ele retoma sua pesquisa por ritmos brasileiros com o EP L.O.V.E. Banana, canção que traz Lovefoxxx (vocalista do CSS) numa homenagem a essa fruta tropical, “uma mistura de lambada com Miami Bass e Pop”.

L.O.V.E. Banana está sendo lançado oficialmente nesta segunda-feira (11) pelo selo Man Recordings, da Alemanha. E além da faixa título (que aparece em outras cinco roupagens), traz Gaby Amarantos cantando o clássico “Águas de Março”, de Tom Jobim, numa versão tecnobrega.

O Urbanaque conversou por email com João Brasil, que diretamente de Londres, comentou o sucesso do 365 Mashups e falou sobre sua mais nova empreitada, o EP L.O.V.E. Banana. Confira:

Urbanaque – O 365 mashups superou suas expectativas? Foi mais um exercício criativo?
João Brasil – Total. Aprendi demais com o projeto, em todos os sentidos. Hoje sou um melhor produtor por causa dele, foi um gigantesco exercício criativo. Foi o maior projeto que fiz até hoje.

Dos 365 mashups que você lançou ano passado, você consegue fazer um TOP pra gente?
Putz… muito difícil. Eu sei que os que fizeram mais sucesso foram: o álbum Let it Baile (Baile funk c/ Beatles); o Baile X (The XX com baile funk) foi parar no jornal Guardian aqui em Londres; o Cavalo de Praise fez o Fatboy Slim gostar de mim; e o Jobim Baile Funk fez o Nelson Motta virar meu fã. Os mashups com funk fizeram muito sucesso.

Como começou essa parceria com a Lovefoxxx?
Eu tinha feito um remix para “Left Behind” do CSS que eles adoraram, era uma versão lambada da música, editei uns vídeos de lambada e mandei para eles. Disseram que era o melhor remix “ever” no Blog deles e colocaram numa coletânea de remixes do CSS no Japão. A partir daí fiquei com muita vontade de fazer uma música com a Lovefoxxx, eu amo a voz dela.

Você fez a música toda? Letras e bases? Fale um pouco da concepção de “L.O.V.E. Banana”.
Fiz tudo. Letras, base, programação, toquei guitarra. Mandei para ela uma versão demo com a minha voz guia, ela adorou, gravou em São Paulo e me mandou a voz aqui para Londres, onde moro no momento. “L.O.V.E. banana” é uma mistura de lambada com Miami Bass e Pop. Quis fazer algo tropical e pop.

Quanto tempo levou pra gravar o EP?
O processo todo demorou um ano. No ano dos 365 mashups! rsrs

E essa parceria com a Man Recordings da Alemanha, como surgiu o convite pra lançar o EP por eles?
Eu ganhei um concurso de remixes da Man fazendo uma versão tecnobrega para uma música do Crookers. A partir daí conheci o Daniel Haaksman (dono da gravadora), fiz outros remixes, quando vi já estava fazendo essas músicas para lançar com ele.

O EP traz uma versão tecnobrega de “Águas de Março”, com vocal da Gaby Amarantos. Pretende atacar para esses lados agora?
Como disse, já tinha feito uns três remixes de tecnobrega antes. Tecnobrega é um ritmo que eu adoro, pretendo fazer mais nesse estilo, porém eu não me prendo a nenhum estilo. Meu próximo single da Man vai ser um funk carioca tropical com a Marina (ex-Bonde do rolê) por exemplo.

Pretende lançar um disco cheio após esse EP?
Estou querendo fazer um disco inteiro ainda esse ano. Vou começar em breve.

[TEXTO Bruno Dias FOTO Divulgação]

Be first to comment